domingo, 24 de julho de 2016

SBT engaveta "Emperatriz" por causa de contrato com a Televisa; entenda


A nova novela da "Usurpadora" Gabriela Spanic foi engavetada no SBT. "Emperatriz", produzida pela maior concorrente da Televisa no México, TV Azteca, foi adquirida pela emissora de Silvio Santos mas não vai ao ar para evitar desgaste na relação de décadas entre SBT e Televisa.

A trama estrelada pela mexicana Gabriela Spanic foi comprada pelo SBT em 2013, para exibição na faixa vespertina. Na época, a Televisa ainda tinha um acordo no Brasil com a Record.

Sem contar com novos produtos da antiga parceira, o SBT programava novelas que ainda tinha direitos de exibição e começou comprar produções de sucesso em diversas TVs pelo mundo. Como foi "Emperatriz" da TV Azteca é "Lalola", produzida pela emissora argentina América TV e já exibida em 2008 pela emissora brasileira.


No final de 2013, com o fim da parceria entre Televisa e Record, o SBT assinou um novo contrato de exclusividade com as produções da redemexicana. Por consequência, todas as tramas não produzidas pela Televisa sumiram da programação da emissora do homem do Baú.

Mesmo não tendo nenhum impedimento contratual, já que o SBT adquiriu a trama antes da assinatura do novo contrato, o SBT preferiu engavetar "Emperatriz" e dar preferência aos produtos da sua parceira. Não agrada a Televisa ver uma produção da sua maior rival no México ser transmitida no Brasil, país que sempre teve domínio com suas produções.

Gabriela Spanic, conhecida por aqui como a eterna Paola Bracho, de "A Usurpadora", chegou a gravar na época uma chamada para a estreia da novela a pedido do SBT em uma das suas visitas. Mas se surpreendeu quando retornou ao Brasil e soube que o folhetim ainda não havia sido exibido.

Procurada, a assessoria do SBT não confirma a informação.

Google Translate

Postagens + Populares